Arquivo | julho, 2012

Gnocchi da sorte

29 jul

Image

Dia 29. Dia de comer nhoque! Eu adoro, principalmente a receita original, com molho de tomate ao sugo e manjericão fresquinho. Gosto também quando a massa é de espinafre. Deixo aqui como sugestão de receita do Isolda Restaurante, recém aberto na Oscar Freire, nos Jardins (www.isoldarestaurante.com.br). Para quem quiser aproveitar a noite do domingo de um jeito especial… ou simplesmente, como eu, tentar reproduzir a receita dia desses, 29 ou não. Ah, sem esquecer de colocar uma nota de dinheiro debaixo do prato –conforme a tradição, para dar sorte! E você, como gosta do “seu” nhoque?

Gnocchi ao molho de queijo taleggio

Rendimento: 4 porções

Dica: prepare o molho antes de cozinhar o gnocchi!

 Ingredientes

½ kg de queijo taleggio (queijo elaborado com queijo de cabra)

150 ml de leite

1/2 litro de creme de leite

100g de manteiga sem sal

Amasse o queijo taleggio e misture o leite quente aos poucos.

Adicione o creme de leite e continue mexendo. Adicione 100 g de manteiga s/ sal e aguarde.

Junte o molho ao gnocchi e sirva imediatamente.

Anúncios

I love coxinha

25 jul

Image

Pense numa noite gélida de chuva –por acaso, a de terça-feira passada em São Paulo. Sair de casa? Será? Além do mais era uma noite crucial  na trama de Avenida Brasil,  perto da “grande virada” do enredo das nove. Quando tudo diz para eu não sair, às vezes me dá uma vontade do contra e, em boa companhia (fundamental para a resolução!), resolvi dar um pulo no Itaim. Por um excelente motivo: provar a famosa coxinha creme da Mercearia São Roque. No casarão de esquina, na rua Amauri, funcionou uma vendinha dos anos  50 aos 90. Hoje, o lugar é um resto-bar aconchegante, com toalhas xadrezinhas e petiscos fumegantes. Mesmo com frio, o choppinho desceu redondo, seguido de uma caipivodka de lichia sensacional, na medida, para esquentar. Até que as coxinhas chegaram, em porção, crocantes e cremosas. Duvido que a Nina da novela faria igual! Pratos como bife à parmegiana, escalopinho de filé mignon e carne seca desfiada com quibebe e farofa também me pareceram ótimas pedidas no menu, um tanto confuso feito trama de novela, por ter muitas páginas. No dia seguinte, soube de cada detalhe do que rolou com Nina e Carminha, mas não perdi a coxinha! Ficou com água na boca? vai lá: www.merceariasaoroque.com.br

Para colorir com graça

17 jul

Ideias multicoloridas para dias acinzentados. Sensacional essa maneira de usar os caixotes!

Image

Fetuccine com camarão

9 jul

Image

Estou em Paraty. Aqui, sempre faço essa massinha, coisa de 10 minutos. Primeiro que tem camarão na esquina. Ir a peixaria, escolher, pedir para limpar limpinho, esperar vendo a vida passar, tudo faz parte do programa. Em São Paulo ou outra cidade grande, a dica é ir a feira, feliz da vida. Depois, é a coisa mais fácil e gostosa de fazer. Vou dar a receita para uma pessoa. Para dois, basta dobrar os ingredientes. São eles: 10 camarões médios limpos, sem rabo e sem cabeça, um fio de azeite, dois dentes de alho picadíssimos, meio tomate picadinho, coentro picadinho, sal e pimenta a gosto. Faça assim: enquanto a água da massa ferve, pique os ingredientes. Ao colocar o fetuccine na água, comece com os camarões, porque o preparo é rapidinho. Doure o alho no azeite, e coloque os camarões, mexendo aqui e ali, por 3 a 4 minutos. Quando eles estiverem cor-de-rosa, acrescente o tomate, o sal e a pimenta, e deixe mais 5 minutos, no máximo. O tempo do fetuccine ficar al dente. E os camarões também. Porque, como a massa, se cozinham além do ponto, ficam borrachudos. Por fim, salpique o coentro para dar aquele toque tropical (o da foto acima é de verdade, eu que fiz). Tem um vinho geladinho aí? Fechou. Bom apetite!

%d blogueiros gostam disto: