Arquivo | Escapadas RSS feed for this section

Comédia romântica

5 ago

DVD

Detesto datas comemorativas”, diz a atriz Heloísa Perissé, ao telefone, revelando algo em comum com Débora, sua personagem no filme Odeio o Dia dos Namorados. “Esses dias marcados ajudam as pessoas a criar um ritual, a pensar em um presente, mas todo dia é dia de namorar”, defende ela, casada há 11 anos com o diretor de TV Mauro Farias. O longa, lançado em DVD recentemente, conta a história de uma publicitária que colocou a carreira no topo das prioridades e deixou de lado a vida pessoal. Sozinha, a durona Débora encara o Dia dos Namorados com desdém, mas é obrigada a se envolver com a data quando precisa criar uma campanha para os apaixonados –e descobre que seu cliente é Heitor (Daniel Bonaventura), um ex-namorado de quem levou um fora fenomenal. Mas o roteiro vai além da comédia romântica. “É uma história sensível e intrigante, porque a personagem ganha algo que todo mundo gostaria: uma segunda chance”, diz Heloísa. A virada acontece quando Débora sofre um acidente que a leva a rever seu histórico amoroso, guiada pelos conselhos do amigo Gilberto (Marcelo Barmack), que tenta fazer com que ela repense a vida e descubra o que as pessoas realmente acham dela. Heloísa diz que conhece muitas “Déboras”, e dá um palpite: “É preciso reequilibrar a relação com o trabalho e resgatar nosso lado princesa. Ser ‘mulherzinha’ é muito bom!”, assume a atriz, com uma sonora gargalhada. Com direção de Roberto Santucci, o mesmo de Até que a Sorte nos Separe e De Pernas Para o Ar 2 (ambos de 2012), Odeio o Dia dos Namorados promete ser um bom programa para curtir com –ou sem—companhia.

Anúncios

Piscinas possíveis

18 jan

20130118-171010.jpg

Dá para ter uma piscina para chamar de sua –ao menos por um dia –em São Paulo. Dos espaços públicos ao day use de hotéis de luxo, existem opções refrescantes para todos os estilos e bolsos. O complexo do Pacaembu (tel. 3664-4650) oferece uma semi-olímpica climatizada. Já o Clube Escola Cambuci (tel. 3209-0995), ou “balneário”, como é conhecido no bairro, possui uma semi-olímpica (exclusiva para aulas), uma infantil e outra em forma de feijão. Ambos os clubes são da prefeitura. Para mergulhar gratuitamente basta ir a secretaria levando cópia do RG, comprovante de residência, e fotos para fazer uma carteirinha. Se a farra inclui crianças, o Sesc Itaquera (www.sescsp.org.br/sesc, 2523-9200) é o paraíso aquático: são 5 mil metros quadrados de espelho d’água, cascata, borbulhas, e oito tobogãs. Funciona de quarta a domingo, das 9hs às 17, com ingressos de R$ 3 a 7 para visitantes –mais exame médico de R$ 6. Em Santa Cecília, uma opção divertida é o tradicional Clube Piratininga (www.clubepiratininga.com.br, tel. 3825-1211). Pagando uma entrada de R$ 20 por pessoa, mais um exame médico de R$ 30, é possível desfrutar de duas piscinas (adulto e infantil) por um dia, com vista privilegiada, do alto do prédio, e serviço de bar. Entre os hotéis que oferecem day use, o Grand Hyatt (www.saopaulo.grand.hyatt.com.br, tel. 0800-8801234) é um dos mais bonitos e acessíveis (foto acima). A taxa de R$ 100 por pessoa dá acesso a piscina com jardim e cascata (que abafa o barulho da avenida Nações Unidas) e ao spa com pisicina aquecida, sauna e fitness center. O hóspede acidental tem direito a armário, tollhas, chinelos, e 20% de desconto nos tratamentos do spa. O Estanplaza Ibirapuera (www.estanplaza.com.br, tel. 5095-2800) está na categoria boutique e tem uma simpática piscina na cobertura. O day use custa R$ 263 por pessoa ou R$ 308 por casal, e dá direito a utilizar apartamento, sauna, academia e sala de leitura. Na mesma região, o luxuoso Mercure Parque do Ipirapuera (www.mercure.com, tel. 3201-0800, http://www.sofitel.com.br) tem uma taxa de 405 reais por casal e aceita uma criança de até 12 anos, para uso de apartamento, sauna, academia e quadra de tênis. No Blue Tree Towers Morumbi (www.bluetree.com.br, tel. 5187-1200), o preço começa em R$ 546 por casal mais criança de até 6 anos, pelo uso das duas piscinas na cobertura: uma com deck para e outra coberta e aquecida. Inclui apartamento, sauna, hidro e academia. O período de day use dos hotéis varia entre 6 e 8 horas e o agendamento depende da disponibilidade, o que não é difícil, já que no verão São Paulo vira um deserto. Encontre seu oásis!

20130118-171655.jpg

La vie en rosé

21 out

As comidinhas e os vinhos do Sul da França, mais precisamente da região de Languedoc-Roussillon, estão servidos em grande estilo durante o Festival Sud de France, que está acontecendo em São Paulo. O evento, que começou dia 15 e vai até 25 de outubro conta com alguns dos mais famosos restaurantes franceses da cidade: Charlô, Le Jazz, Vino! e Le Vin Bistrô são alguns que elaboraram menus especiais inspirados no evento. O Le Vin, por exemplo, oferece um menu fechado a R$ 88 por pessoa. O prato principal é o Cassoulet Traditionel, com Moules à la Provençale na entrada e Patisserie Le Vin na sobremesa. Para acompanhar, a opção inclui uma taça do rosé Le Hauts (2011). Vale lembrar que o vinho rosé é uma das maravilhas do Sul da França. No Brasil, foi renegado e rotulado como ruim por muito tempo, porque por aqui só chegavam rótulos duvidosos, mas agora  vem ganhando cada vez mais espaço no paladar dos paulistanos e nas cartas mais nobres. Perfeito para os dias quentes, vai bem geladinho e tem a versatilidade de acompanhar carnes brancas ou vermelhas. Em agosto deste ano, tive o privilégio de conhecer alguns dos vilarejos mais bonitos do Sul da França. Se eu fechar os olhos agora, posso sentir o cheiro da lavanda,  o gosto dos rosés da Provence (da região de Côte du Rhone), o sabor único dos queijos,  pães, azeites, azeitonas e da carne de cordeiro mais gostosa que já provei. Só de lembrar dá água na boca! Para saber mais sobre o festival, as degustações de vinhos e os restaurantes participantes, acesse: http://www.festival-suddefrance.com

%d blogueiros gostam disto: