Arquivo | Inspiração RSS feed for this section

La vie en rosé

21 out

As comidinhas e os vinhos do Sul da França, mais precisamente da região de Languedoc-Roussillon, estão servidos em grande estilo durante o Festival Sud de France, que está acontecendo em São Paulo. O evento, que começou dia 15 e vai até 25 de outubro conta com alguns dos mais famosos restaurantes franceses da cidade: Charlô, Le Jazz, Vino! e Le Vin Bistrô são alguns que elaboraram menus especiais inspirados no evento. O Le Vin, por exemplo, oferece um menu fechado a R$ 88 por pessoa. O prato principal é o Cassoulet Traditionel, com Moules à la Provençale na entrada e Patisserie Le Vin na sobremesa. Para acompanhar, a opção inclui uma taça do rosé Le Hauts (2011). Vale lembrar que o vinho rosé é uma das maravilhas do Sul da França. No Brasil, foi renegado e rotulado como ruim por muito tempo, porque por aqui só chegavam rótulos duvidosos, mas agora  vem ganhando cada vez mais espaço no paladar dos paulistanos e nas cartas mais nobres. Perfeito para os dias quentes, vai bem geladinho e tem a versatilidade de acompanhar carnes brancas ou vermelhas. Em agosto deste ano, tive o privilégio de conhecer alguns dos vilarejos mais bonitos do Sul da França. Se eu fechar os olhos agora, posso sentir o cheiro da lavanda,  o gosto dos rosés da Provence (da região de Côte du Rhone), o sabor único dos queijos,  pães, azeites, azeitonas e da carne de cordeiro mais gostosa que já provei. Só de lembrar dá água na boca! Para saber mais sobre o festival, as degustações de vinhos e os restaurantes participantes, acesse: http://www.festival-suddefrance.com

Anúncios

Ata-me!

9 out

Image“Personalidad, alma y atrevimiento”. Só pela definição eu já gostei do Restaurante Almodóvar, novidade da rua Pinheiros. Resolvi conferir e o lugar é mesmo caliente como os filmes do diretor espanhol. Na entrada, uma parede carmim com 100 pratos brancos criam o efeito poá que se repete nos guardanapos de bolinhas inspirados nos vestidos de flamenco e em pequenos espelhos redondos aqui e ali. Lá dentro, fotos gigantes de dançarinos e leques entre cortinas de veludo vermelho e lustres de cristal. Vermelho, preto e turquesa dão o tom ao ambiente que, com as nuances da iluminação, criam o clima para degustar vinhos, tapas e pratos da culinária espanhola. Croquetes de jamón, tigres (frutos do mar empanados e servidos na concha, levemente picantes) e as tradicionais tortillas de batata são algumas delícias que chegam fumegantes e impecáveis à mesa. Os preços das tapas ficam entre R$ 8 e R$ 30 (individuais e para compartir) e os vinhos são bastante acessíveis –boa surpresa para quem anda com medo de assaltos gastronômicos em São Paulo. O atendimento simpático e a trilha sonora –do cante flamenco a canções contemporâneas espanholas embalam a casa desenhada pelo arquiteto Ricardo Velasco, um dos cinco sócios. Nenhum deles com experiencia anterior em restaurante, o que dá ao lugar algo de frescor e espontaneidade. Ricardo, diga-se, também é uma simpatia. “Fale com Ele”. Ainda não provei os pratos da cocina espanhola (parece que a paella é sensacional), mas espero “Volver”. Ricardo planeja domingueiras com baile flamenco –olé! A conta, que charme, vem “De Salto Alto” –em um sapato vermelho atrevido. Donde?Restaurante Almodóvar, rua dos Pinheiros, 274 (ao lado do Le Jazz), tel. 11-3062-4455, www.restaurantealmodovar.com

Para colorir com graça

17 jul

Ideias multicoloridas para dias acinzentados. Sensacional essa maneira de usar os caixotes!

Image

Caldo de Frida

29 jun

ImageNesse friozinho (ao menos em São Paulo), nada como um caldo fumegante para aquecer até a alma. Eis aqui uma receitinha quente -e picante! -inspirada numa canja mexicana que vi num livro  (desculpe, não lembro o nome). Fiz uma vez e entrou para o meu repertório de receitinhas rápidas. Você vai precisar de um abacate maduro, ainda durinho. Parece estranho, mas fica delicioso. O abacate faz a vez e a textura da batata na sopa. Trata-se de uma canja dramática e diferente, que batizei assim em homenagem à pintora Fida Kahlo. Frida amava as tintas fortes, os mercados, as pimentas. Gosto de tudo isso também. Essa sopa, portanto, não tem meio termo: ame-a ou deixe-a. Tente, depois me conte.

Ingredientes (para duas porções): 2 dentes de alho, um fio de azeite, um pedaço de peito de frango (200 gramas) pré-cozido e desfiado, uma pimenta dedo-de-moça vermelha e vibrante, 1/2 litro de água, 2 ramos de coentro, meio abacate maduro, sal a gosto.

Faça assim: corte o alho miudinho, doure no azeite e acrescente o frango desfiado, a água, o sal, a pimenta cortadinha em rodelas (sem a metade das sementes), e um ramo de coentro picado. Deixe o caldo ferver até pegar gosto. Enquanto isso, corte o abacate em pequenas lâminas, em forma de meia-lua. Sirva o caldo, coberto pelas lâminas de abacate e coentro fresco picadinho (a gosto). Pode enfeitar o prato com uma linda pimenta vermelha.

Azul mágico

22 jun

Uma porta pintada de azul muda tudo. Também a adoro esse negócio de mesinha do lado de fora. Essa casa fica em Cartagena, Colômbia. Se você tem um espaço pedindo tintas fortes, que tal azul-anil?

Image

%d blogueiros gostam disto: